top of page

Perspectivas Imobiliárias… Somente os Fortes Sobreviverão!!!




Nos próximos 24 meses, os setores imobiliário e hipotecário serão desafiados como nunca antes na história recente. As empresas que têm reservas de capital saudáveis ​​e as suas despesas fixas sob controlo irão expandir a sua presença e aumentar a quota de mercado. Os agentes com forte reconhecimento de marca e baixas despesas gerais também terão um bom desempenho. Brokers com contas corporativas e múltiplos canais de negócios, como REO (Real Estate Owned); serviços de relocação; e gestão de propriedades, estão na melhor posição para crescer. Por outro lado, as empresas com despesas fixas elevadas e canais de receitas singulares sofrerão. O mercado imobiliário é um negócio cíclico. Nunca compreendi porque é que os brokers e agentes se prendem a compromissos de longo prazo relativamente a espaços de escritório, aluguer de equipamento e capital humano. Eles sempre se arrependem. Estou no ramo há 22 anos e já vi as mesmas pessoas passarem de magnatas a indigentes mais de uma vez. Há dez anos, li um livro intitulado “The Lean Start-Up”, de Eric Ries, que nunca esqueci. Eu uso muitos dos princípios falados no livro até hoje. O que esperar nos próximos meses • Primeiro, espere menos transações. Vai demorar um pouco até que as taxas de juros comecem a cair, então os aspirantes a vendedores que estão com taxas de juros fixas a menos de 4%, que são muito poucos, ficarão aguardar por um tempo que os juros baixem e poderão vender para depois comprar com o mesmo juro… A menos que você viva debaixo de uma rocha, provavelmente sabe que há mais de um ano o Euribor e juros estão em alta desde 2014 e não param de subir. • O inventário permanecerá baixo e os preços altos, embora mercados prime em alta, como Lisboa / Porto / Algarve e Madeira possam sofrer alguma compressão de preços. • Os promotores imobiliários precisarão encontrar maneiras de reduzir os custos nas aquisições, e os construtores nos custos de fabricação, e aumentar a sua quota de mercado devido às suas baixas despesas gerais. • Mais empresas procurarão oportunidades com processamento de empréstimos. O salto é sempre proporcional ao mergulho O pior mercado imobiliário da história moderna ocorreu entre 2008 e 2012. No entanto, essa queda foi seguida por um mercado altista de dez anos. Quanto mais tempo o atual mercado imobiliário permanecer em baixa, mais forte será a recuperação. Quanto mais tempo as taxas de juro permanecerem elevadas, mais empréstimos haverá para refinanciar quando as taxas caírem, e assim por diante. É sempre perigoso tentar prever o fundo do poço, mas as empresas inteligentes já estão a pensar em formas de crescer rapidamente quando o mercado voltar a aquecer. A ciclicidade da indústria funciona nos dois sentidos. Demografia e digitalização O mercado imobiliário Português permanecerá robusto apesar dos desafios de acessibilidade. Se o seu plano é ficar numa casa durante pelo menos 10 anos, nunca há má altura para comprar ou investir em imóveis. Os Portugueses estão orientados para a família, e o lar é fundamental para a experiência familiar. Os Portugueses não se importam tanto com preço ou juros porque seus objetivos são de longo prazo. Uma das poucas coisas com que você pode contar é que a juventude e a vitalidade dos compradores Portugueses impulsionarão o mercado por décadas. A tecnologia, o blockchain e a IA (Inteligência Artificial) mudarão mais a indústria nos próximos cinco anos do que qualquer outra coisa desde o surgimento da Internet. Aconselho a todos que invistam pesadamente na educação sobre como essas tecnologias impactarão o setor imobiliário. Sem surpresas, segundo os dados do INE (Instituto Nacional de Estatísticas), 2022 foi um ano de recordes no mercado imobiliário Português. Venderam-se 167,900 casas, um aumento de 1,3% face ao exercício de 2021, e o volume das transações atingiu os 31,8 mil milhões de euros, mais 13,1%, impulsionado por mais uma subida histórica dos preços. Os especialistas prevêem que esses números diminuirão drasticamente. Isso significa que muitas pessoas serão forçadas a deixar a indústria e o ramo imobiliário. Isso é ruim e bom… Não desejo tempos difíceis a ninguém, mas uma contracção na nossa indústria já deveria ter acontecido há muito tempo. Menos negócios significam mais concorrência e a concorrência geralmente significa que os consumidores obterão mais valor e melhores serviços. Somente os melhores sobreviverão!!! Sinta-se à vontade para agendar uma chamada conforme sua conveniência no nosso calendário, e vamos ver aonde a nossa equipa e eu podemos agregar valor ao seu investimento imobiliário. Link para agendar chamada no nosso calendário através do Calendly:





Cartão Digital:







Honrado Membro do:





23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
bottom of page